• (14) 3402-1744
  • superintendencia@hc.famema.br

MÉDICOS DA UNIDADE DE EMERGÊNCIA DO HCFAMEMA RECEBEM TÍTULO DE ESPECIALISTA EM MEDICINA DE EMERGÊNCIA

MÉDICOS DA UNIDADE DE EMERGÊNCIA DO HCFAMEMA RECEBEM TÍTULO DE ESPECIALISTA EM MEDICINA DE EMERGÊNCIA

Durante o ABRAMEDE 2018 – VI Congresso Brasileiro de Medicina de Emergência Adulto e Pediátrico realizado em Fortaleza /Ceará, em Setembro de 2018, os médicos da Unidade de Emergência Adulto (UEA) Patrícia do Amaral Oishi e Renato Augusto Tambelli foram aprovados no processo de título de Especialista em Medicina de Emergência pela ABRAMEDE (Associação Brasileira de Medicina de Emergência) e AMB (Associação Médica Brasileira). Foi o segundo processo de titulação realizado no país desde o reconhecimento da Medicina de Emergência como especialidade médica e os médicos do HCFAMEMA são os primeiros marilienses a serem contemplados com o título.

A Medicina de Emergência é especialidade médica reconhecida em mais de 60 países do mundo. Trata-se de um braço da medicina em que são necessários conhecimentos e habilidades para prevenção, diagnóstico e manejo dos aspectos agudos e urgentes de doenças e lesões que afetam pacientes de todas as faixas etárias com um amplo espectro de sintomas físicos e comportamentais indiferenciados. É uma especialidade em que o tempo é crítico. A prática da Medicina de Emergência abrange receber e ressuscitar tanto no ambiente pré-hospitalar quanto hospitalar, casos urgentes e emergenciais indiferenciados até a alta do Departamento de Emergência ou internação e transferência para outra equipe.

No Brasil, somente em 2015, após um longo processo de discussão em todas as instâncias médicas, a AMB extinguiu a “Medicina de Urgência”( antiga área de atuação da Clínica Médica) oficializando a Medicina de Emergência como especialidade sob a chancela da ABRAMEDE.

A partir de então, inúmeros programas de residência médica na especialidade tem sido abertas nos principais hospitais do país, além dos dois pioneiros já existentes anteriormente em Porto Alegre e em Fortaleza. A proposta das entidades médicas e do Ministério da Saúde é investir na formação de novos profissionais médicos nessa área, considerada fundamental e crítica, para o cuidado à saúde da população.

HCFAMEMA

Deixe sua mensagem