• (14) 3402-1744
  • superintendencia@hc.famema.br

HCFAMEMA elabora Plano de Contingência para atendimento dos possíveis casos de Coronavírus

HCFAMEMA elabora Plano de Contingência para atendimento dos possíveis casos de Coronavírus

A Superintendência do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Marília – HCFAMEMA, em conformidade com o Núcleo de Vigilância Epidemiológica e demais setores hospitalares, informa que, diante da atual situação epidemiológica do novo Coronavírus (2019-nCoV) elaborou um Plano de Contingência para o manejo de casos suspeitos ou confirmados da doença.

O HCFAMEMA instituiu no dia 29 de janeiro de 2020 o Grupo de Trabalho para elaboração do Plano de Contingência, responsável tanto por atualizar as normas e procedimentos no atendimento de casos de Dengue, Shikungunya, Zika e Vírus Influenza, como por contemplar também o novo Coronavírus (2019-nCoV).

O HCFAMEMA reitera que já possui estrutura para prestar assistência a casos de doenças de transmissão respiratória, tendo historicamente contribuído de forma efetiva em situações anteriores de epidemias de Influenza pelo vírus H1N1. A instituição conta com leitos de isolamento respiratório em diversos setores (pediatria, infectologia e UTI), equipe especializada em doenças infecciosas, um Núcleo de Vigilância Epidemiológica para apoiar as ações de manejo e controle em situações de epidemias, bem como conta com profissionais treinados para atender eventuais casos de doenças transmissíveis.

O Plano de Contingência adota todas as medidas de preparação para eventual ocorrência ou aumento do número de casos de doença respiratória pelo novo Coronavírus, desde a identificação de casos, fluxos de atendimento, medidas de precaução e isolamento, notificação das suspeitas, procedimento de coleta para exames confirmatórios e o suporte clínico dos casos.

A instituição destaca, entretanto, que o atendimento é somente para média e alta complexidade, orientando os pacientes a primeiro procurar o atendimento na rede básica de saúde, para então, após diagnóstico preliminar, seja reencaminhado ao HCFAMEMA quando forem detectados casos “graves”.

HCFAMEMA

Deixe sua mensagem